Endereço
Rua Sete de Setembro, 92 sl 1410
Rio de Janeiro, RJ 20050-002
Tel.: +55 (21) 3173 2088

contato@etm-turbo.com

© 2018 By ETM Turbo

PD&I

Pesquisa & Desenvolvimento

Possuímos parcerias com instituições internacionais e nacionais, operadores, provedores de serviços, fabricantes, Centros de Pesquisa e Universidades.

 

Desenvolvemos pesquisas nas áreas de Energia e Petróleo em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, Universidade Estadual de Campinas - Unicamp e Universidade Federal Fluminense - UFF.

 

Dispomos de canais de relacionamento com as instituições: Texas A&M University; Virginia University; Sowthwest Research Institute, San Antonio; Cranfield University; ETN - European Turbine Network e CIGRÉ - Brasil.

Participamos e apresentamos trabalhos nos principais eventos da área de equipamentos dinâmicos a exemplo do 4º Congresso Brasileiro de CO2 na Indústria do Petróleo, Gás e Biocombustíveis promovido pelo IBP onde apresentamos o trabalho intitulado “ The Role of Turbomachinery Transition to a Low carbono Society” e do  10th IFToMM International Conference on Rotordynamics.

Possuímos acesso às tecnologias mais recentes na área de inteligência artificial e de turbomáquinas. Temos parceria com diversas empresas de base tecnológica e ICT´s.

Temas de PD&I em que atuamos:

  • Integridade estrutural -  Desenvolvimento de software com tecnologia inovadora para o monitoramento estrutural de barragens e pontes. Detecção antecipada de problemas, diagnóstico, prognóstico de danos,  previsão de falhas e outros aspectos de segurança operacional.
  • Machine Learning - Desenvolvimento de software para detecção antecipada de problemas em equipamentos rotativos. Minimiza  intervenções e otimiza o downtime em equipamentos rotativos de termelétricas, hidrelétricas e parques eólicos.
  • Desenvolvimento de Sistema de Geração de Energia Utilizando CO2 Supercrítico - O estágio tecnológico atual, permite a utilização de ciclos de potência utilizando CO2 supercrítico, para aproveitamento do calor contido nos gases de exaustão de turbinas a gás, com grande compaticidade de espaço ocupado e baixo peso aliados a eficiências maiores do que a dos ciclos combinados Brayton-Rankine empregados atualmente. Há vários desafios a serem superados no desenvolvimento desta tecnologia.